Química Bpar realiza palestra e olfação de óleos essenciais para alunos com deficiência visual

No dia 11 de agosto a Química Bpar, empresa importadora e distribuidora de produtos químicos, ingredientes alimentícios e insumos para as indústrias cosméticas e farmacêuticas, esteve presente na Fundação Dorina Nowill, localizada em São Paulo, para a realização de uma palestra sobre matérias-primas no curso de “Avaliação olfativa para pessoas com deficiência visual”. Este curso é um projeto pioneiro no mundo. Marcia Sant’ana, Coordenadora Pedagógica do curso, explica como funciona esse trabalho. “O curso teve início em 2011 com o patrocínio da Tania Bulhões em parceria com a Renata Ashcar, e já estamos em nossa terceira turma. A carga horária é de 600 horas, sendo que 200h é de estágio. É um curso bem intensivo com duração de um ano. Aplicamos diversas disciplinas como história da arte, da perfumaria, conhecimento em neurociência, olfação de matérias-primas, estrutura de mercado e marketing. A ideia do curso é dar uma abrangência ao aluno para que ele possa atuar em qualquer parte da indústria de fragrância”. Especialista em perfumaria e cosméticos, Renata Ashcar, que é a idealizadora e coordenadora geral do projeto, destacou a importância deste momento para os alunos. “É um conhecimento único, uma maneira de aprender e saber a diferença entre ingredientes naturais e sintéticos. Os alunos estudaram teoricamente essa parte e agora através da Química Bpar tiveram a oportunidade do contato com matérias-primas naturais de primeiríssima grandeza, e após essa aula poderão colocar esse aprendizado em prática nos estágios”. A palestra foi iniciada pela Magali Carregã, Engenheira Química e Consultora da Química Bpar, que apresentou a Albert Vieille, uma das empresas fornecedoras de matérias-primas que é parceira da Química Bpar no Brasil. Nesta apresentação os alunos conheceram a origem da empresa francesa e obtiveram informações sobre o mercado mundial. Em seguida, Rose G. Barreiras falou sobre a fundação da sua empresa, a Química Bpar, e destacou o diferencial do atendimento ágil, a relação de transparência que exerce com seus clientes, a competividade no ramo, a importância da atualização no mercado, a busca constante por bons fornecedores com produtos de qualidade e, por fim, da realização pessoal e profissional em trabalhar com algo que se identifica. Na segunda etapa da palestra os alunos iniciaram a olfação com 12 óleos essenciais e, a cada essência apresentou-se o seu país de origem, época de safra, sua utilização e seus benefícios. Em meio às observações de Fanny Moreau, professora da fundação, os alunos demostravam a cada olfação suas habilidades e ainda revelaram suas fragrâncias preferidas, como lavanda, vetiver, bergamota e patchouli.

Após a olfação as palestrantes Rose e Magali realizaram uma brincadeira com os alunos na qual foi apresentado a todos o óleo vegetal de Jojoba em blends com outros tipos de óleos essenciais. A ideia era presentear carinhosamente com alguns brindes quem identificasse o aroma. Durante a brincadeira, a diretora Rose falou sobre as características desses blends e suas funções na aromaterapia, que é uma técnica terapêutica para prevenção e tratamento dos sintomas físicos, mentais, emocionais e energéticos do indivíduo. Para Magali Carregã, foi uma satisfação realizar a palestra. “Fiquei imensamente lisonjeada em participar desse maravilhoso programa da Fundação Dorina Nowill, um curso incrível que possibilita a formação de alunos com excelente nível de desempenho e preparados para o mercado de trabalho”. A diretora da Química Bpar, Rose G. Barreiras resume a participação de sua empresa como uma troca de conhecimentos. “Senti-me muito honrada pelo convite e feliz por ter vivido uma experiência tão enriquecedora”.